À CNN Rádio, Sérgio Zanetta afirmou que o Brasil é um “exemplo internacional” no tratamento da Aids

 

“Hoje o maior problema do vírus HIV e da ameaça da Aids não é a doença, é o preconceito”. Esta é a avaliação do médico sanitarista e professor de Saúde Pública do Centro Universitário São Camilo, Sérgio Zanetta.

 

Em entrevista à CNN Rádio, no CNN No Plural, nesta terça-feira (1º), Dia Mundial de Combate à Aids, ele avaliou que “apesar de não termos vacina ou cura para a doença, podemos manter a vida da pessoa normal, nosso maior problema, que é recorrente, remasterizado ao longo do tempo, é o velho preconceito.”

 

Zanetta explicou que o preconceito faz com que as pessoas hesitem em procurar tratamento – que avançou consistentemente nos últimos 40 anos – e mesmo testagem.

 

“Se teve relação em que pode ter havido contaminação, a pessoa deve testar, e mesmo regularmente deve se submeter à testagem”, disse.

 

O sanitarista garantiu que, com o uso dos antirretrovirais, que hoje são em dois comprimidos por dia, a pessoa infectada “vai ter qualidade e quantidade de vida tão boa quanto qualquer outra pessoa.”

 

O médico acredita que o Brasil é um “exemplo internacional” de combate à Aids, com acesso amplo aos medicamentos contra o HIV no Sistema Único de Saúde (SUS). “Todo o arcabouço de combate foi o SUS que colocou de pé, a estratégia solidária de tratamento e não deixar ninguém de fora.”

“Quem trata HIV positivo e Aids, é a rede pública, o SUS, que emprega milhões de reais de recursos para promover um quadro sanitário de tratamento de todas as pessoas, mesmo as que têm atendimento privado, os remédios, que são a parte cara, são inteiramente distribuídos pelo SUS”, elogiou.

Segundo Zanetta, mais de 90% das pessoas que testam positivo para o HIV são tratadas com drogas antirretrovirais e podem ficar livres do vírus circulante – ele continua no organismo, mas em quantidade mínima, indetectável, e “pode levar vida absolutamente normal.”


Fonte:

Produção de Talita Amaral e Letícia Vidica

Amanda Garcia

CNN Brasil

Tenho
interesse!

Entre em contato

0300 017 8585 ou 11 3465-2664
Campus Ipiranga



Av. Nazaré, 1501 - Ipiranga
São Paulo - SP
Campus Pompeia



R. Raul Pompeia, 144 - Vila Pompeia
São Paulo - SP