O Alzheimer é a doença degenerativa mais comum do cérebro,  ela ocorre com mais frequênia em  pessoas idosas.  No Brasil cerca de 1,2 milhão de pessoas sofrem com a doença,  sendo que a  cada ano  100 mil novos casos são diagnósticados. 

Cientistas Brasileiros em parceria com  Universidades encontram a relação entre o hormônio irisina, que se produz ao praticar exercícios, com o tratamento do Alzheimer.Os testes com os camundongos afetados pela doença mostraram que o hormônio regulou de modo benéfico os efeitos do exercício na memória deles.

 A descoberta reforça a  a importância dos exercícios físicos para prevenção de donças cerebrais nos  seres  humanos.

 

Clique aqui para acessar a matéria completa do G1.

 

 

 

Tenho
interesse!

Entre em contato

0300 017 8585
Campus Ipiranga
Av. Nazaré, 1501 - Ipiranga
São Paulo - SP
Campus Pompeia
R. Raul Pompeia, 144 - Vila Pompeia
São Paulo - SP